Notícias

  • Dez

    11

    2017

O Natal está de volta...

Chegada Papai Noel

Associação Comercial e Industrial de Mogi Mirim (ACIMM) mostrou na prática, e com muito trabalho, que com determinação é possível tornar a vida da população mais feliz neste final de ano. A abertura do período natalino é a prova de que o presidente Sidney Coser estava certo ao apostar no evento da chegada de Papai Noel. Mais: em apostar no resgate da praça Rui Barbosa.

Quase duas mil pessoas prestigiaram a festa promovida pela ACIMM, e o próprio presidente comandou a alegria ao abrir oficialmente o período natalino. “Quando peguei o microfone nas mãos para anunciar a chegada de Papai Noel, minha garganta travou. No entanto, o povo que aguardava merecia toda alegria do mundo e dai sucumbi ao choro e dei lugar ao riso”, confidenciou.

Por todos os cantos, pessoas assistiam ao espetáculo promovido pela ACIMM. Algumas mais efusivas, outras mais reservadas, mas todas alegres com o resgate da festa no centro da cidade. Coser foi parabenizado por muitos populares durante o tempo que esteve na praça, e lembrou que fez um sacrifício para que tudo saísse conforme o programado. “Graças a Deus e à minha equipe de ouro, tudo saiu conforme o combinado”, comentou.

Quem também acompanhou toda a festividade foi o secretário de Trânsito, Transportes e Serviços, Fábio de Jesus Mota, que agilizou grande parte do serviço na praça para que a festa fosse realizada. Um dia após a chegada do Papai Noel, a prefeitura concluiu o plantio de grama e fechou o serviço de revitalização. 

A população que esteve na festa do dia 4 de dezembro gostou do novo visual.

 

O dia que Papai Noel chorou

O dia 4 de dezembro de 2017 ficará marcado na vida de Alexandre Moraes, contratado para atuar como o Papai Noel da ACIMM. Não por marcar o resgate de uma festa tão tradicional, mas pela emoção vivida no momento em que chegou à Praça Rui Barbosa e sentiu o calor humano das centenas de crianças à espera do bom velhinho.

Experiente, ele revelou que se emocionou muito e não conteve as lágrimas. “Quando cheguei na praça e vi aquela multidão me aguardando numa ansiedade, meu coração acelerou e senti o verdadeiro espírito natalino na pele. Foi uma emoção muito forte”, disse.